Please enable JS

RECUPERAÇÃO DE SSD

TÉCNICAS
EFETIVAS
Analistas e programadores da Hosco usam softwares, rotinas e scripts, otimizados, para extrair arquivos de SSDs.
MÉTODOS
SEGUROS
Procedimentos não-invasivos, feitos em laboratório controlado, para recuperar arquivos em unidades de estado sólido.

INTERFACES ATENDIDAS

SATAe

SATA EXPRESS

É uma interface para SSD bastante comum em placas mães modernas, suportando Serial ATA e PCI Express, com velocidade de 2000 MB/s.

mSATA

Mini-SATA

Tecnologia voltada para SSDs bem compactos, sendo mais comum em notebooks, como Lenovo ThinkPad T, e netbooks, como Asus Eee.

SATA M.2

M.2 (NGFF)

Também conhecido como Next Generation Form Factor (NGFF), pode operar em SATA3 ou PCIe, com velocidades de até 4000 MB/s.

NVMe

Non-Volatile Mem. Expr.

NVM Express é uma interface lógica que substitui o SATA AHCI para dispositivos SSD, sendo utilizada em dispositivos M.2, U2 e AIC.2.

U.2 SSD

SFF-8639

Padrão de conexão criado para conectar uma unidade de estado sólido através de cabo (4 lanes PCI Express) e com tecnologia NVMe.

TECNOLOGIAS ATENDIDAS

As unidades de estado sólido contém memórias flash NAND (chips) contendo células que podem armazenar um bit (SLC), dois bits (MLC) e três bits (TLC). Os chips ainda contam com a tecnologia de empilhamento de células (3D).

SLC

SINGLE-LEVEL CELL

MLC

MULTI-LEVEL CELL

TLC

TRIPLE-LEVEL CELL

FGMOS

3D NAND FGMOS

V-NAND

CHARGE TRAP FLASH

3D XPOINT

NAND INTEL/MICRON

SINTOMAS DE
SSD DANIFICADO

SSD Não detectado pelo UEFI ou BIOS

SSD apresenta capacidade incorreta

Mensagens de erro de leitura e escrita

Sistema operacional exibe partição RAW

Mensagens solicitando formatação

Mensagens de checagem de filesystem

Sistema operacional congelando

Chips de memória superaquecidos

Lentidão no Explorer, Nautilus, etc.

S.M.A.R.T. exibe mensagens de alerta

SOLUÇÕES OFERECIDAS

A Hosco Tecnologia conta com uma equipe de analistas da área da tecnologia da informação, para aprimorar a execução de seus trabalhos de recuperação SSD. Há constante investimento em equipamentos (exclusivos para empresas de data recovery), infraestrutura (laboratório e storages dedicados) e material humano.

A empresa acumulou, ao longo dos anos, um histórico positivo (em situações in-vivo e post-mortem) em seus trabalhos para grandes instituições públicas e privadas, pessoas físicas, auxílio a colegas peritos (incluindo casos de repercussão na mídia), entre outros. Portanto, as soluções para recuperar SSD oferecidas são as mais eficientes e seguras do mercado nacional.

Em um ramo da tecnologia que ainda não existe qualquer regulamentação no Brasil, a Hosco é uma das poucas empresas que atende aos protocolos internacionais exigidos para exercer esta atividade, fornecendo um padrão de serviço confiável e eficiente.

São oferecidas soluções para recuperação em SSD que esteja inacessível por dano físico ou por incidente em nível de particionamento ou sistema de arquivos (dano lógico).

ORIENTAÇÃO PARA
CLIENTES E USUÁRIOS

HDs são vulneráveis as ações e condições do meio externo. Mal uso, impactos, estrutura de acomodação precária e alimentação elétrica inadequada são os principais causadores de avarias nesses dispositivos de armazenamento digital. No entanto, através de técnicas adequadas e equipamentos apropriados, podemos recuperar dados de um HD defeituoso.

As ações tomadas pelo proprietário ou gestor de um HD corrompido estão diretamente relacionadas com o resultado da recuperação e seu custo.

Em 2013, a Hosco Tecnologia escreveu o artigo Recuperação de HD. Existe? para o Hardware.com.br - maior portal de informática da América latina. Embora seja um texto voltado para HDs, a maior parte das orientações também serve para SSDs.

AÇÕES CORRETAS

A primeira providência que deve ser tomada em relação a SSDs que perderam acesso aos seus arquivos é o desligamento imediato do dispositivo, mesmo que o incidente não tenha sido causado por problemas físicos.

A segunda providência a ser tomada é consultar uma empresa de recuperação em SSD, como a Hosco Tecnologia.

ERROS COMUNS

Qualquer ação feita fora de uma estrutura profissional tende agravar problema e causar perda dos arquivos armazenados. A simples tentativa de funcionamento de um HD com dados inacessíveis induz seu sistema interno (localizado no circuito controlador) a realocar (ou eliminar) setores, podendo corrompê-lo e causar perda definitiva do seu conteúdo.

O erro mais cometido por usuários é tentar ações por conta própria, seguindo "dicas" de fóruns, tutoriais, vídeos de internet e outros.

Outro erro muito comum é recorrer a técnicos de informática ou de eletrônica, os quais poderão dificultar ou inviabilizar o posterior trabalho das empresas especializadas, por não terem devida formação para exercerem essa atividade e nem terem acesso a estrutura necessária.